quarta-feira, 31 de agosto de 2011

Beja fora de muralhas - 2011 - Hortas urbanas (I)

(Clicar para ver ampliado)



Beja, Julho 2011, horta nas instalações da antiga casa do guarda da piscina Municipal descoberta, actual sede dos Escoteiros de Beja.

quinta-feira, 25 de agosto de 2011

Castelo de Mourão - 2010


video
Castelo de Mourão, distrito de Évora, rodeado pelas àguas do Alqueva. Musica do album Du temps & de l'instant - Jordi Savall

"Conquistado aos mouros, entrou no poder da coroa portuguesa (1271-73) como dote de casamento de D. Beatriz de Gusmão com D. Afonso III de Portugal. O filho deste, D. Dinis, confirmou a carta de foral em 1296 e, em 1298, promoveu uma acção de beneficiação do Castelo. Em 1343, D. Afonso IV procedeu ao levantamento da torre de menagem, com cerca de 20 metros.
A fortaleza de Mourão sofreu pois significativas alterações introduzidas pelas várias reconstruções, resultantes das vicissitudes políticas e militares operadas em Portugal ao longo do tempo. Revela actualmente marcas inegáveis dos períodos em que foi alvo de grandes intervenções, sobressaindo as operadas no reinado de D. Manuel I e no período das guerras da Restauração. Daí que elementos góticos/manuelinos coexistam com inovações introduzidas pelos engenheiros militares dos séculos XVII e XVIII. Projectando um recorte de grande impacto visual e beleza cénica, a praça militar de Mourão apresenta actualmente um pano amuralhado reforçado por torres quadradas e entrecortadas por cinco portas militares.
Para protecção da fortaleza e para os moradores poderem cultivar as suas terras na cintura envolvente da vila, edificou-se um conjunto de atalaias nos pontos mais elevados. Estes constituíam postos avançados de sentinelas, com o intuito não só de controlar o movimento das tropas inimigas, mas também de alertar as forças estacionadas na praça forte de modo a que estas accionassem as estratégias defensivas da vila."
(
Texto retirado da página da Câmara Municipal de Mourão)

quarta-feira, 24 de agosto de 2011

sexta-feira, 19 de agosto de 2011

Beja dentro de muralhas - Núcleo arqueológico da Rua do Sembrano

(Clicar para ver ampliado)





Aspecto parcial das escavações. Em segundo plano, a muralha da Idade do Ferro

"A descoberta dos vestígios arqueológicos da Rua do Sembrano data de 1983, quando se iniciou o trabalho de execução de fundações para uma habitação particular. A abertura das sapatas pôs à vista diversas estruturas arqueológicas - um tanque e parte de uma arcaria em tijolo, de época romana, entre outras - que demonstravam a importância arqueológica do local. A Câmara Municipal de Beja prontificou-se, então, a adquirir o terreno em causa, efectuando uma permuta com o seu proprietário, para que se garantisse a salvaguarda dos vestígios. Essa actuação viria a dar origem à primeira intervenção arqueológica sistemática e programada na área urbana da cidade(...)
A escavação efectuada pelo Museu Regional de Beja e pelo Serviço Regional de Arqueologia da Zona Sul do Instituto Português do Património Cultural, decorreu entre os anos de 1987 e 1995 (...) e pôs a descoberto vestígios que se estendem, cronologicamente, desde a Pré-História até à Época Contemporânea (...)
."
[Texto e imagens retiradas do folheto do Núcleo Museológico da Rua do Sembrano]

O Núcleo Museológico tem a particularidade de permitir a visualização das estruturas expostas a partir de cima, através de uma estrutura envidraçada por onde se circula. A entrada é grátis.

quarta-feira, 17 de agosto de 2011

Edifício adjacente à Igreja de Sta Maria em obras - Agosto de 2011 - Painel de azulejos da Capela de N.Sra. do Rosário:

(Clicar 2x para ver mais ampliado)

Azulejos do edifício anexo da Igreja de Sta. Maria , Agosto 2011
O Edifício anexo à Igreja de Sta Maria encontra-se neste momento em obras (ex-edifício da Caixa Geral de Depósitos). Os azulejos, pertencentem à antiga Capela de N. Sra do Rosário. Na imagem vê-se o painel de azulejos da parede do lado direito de quem entra, que ainda não foi retirado (o que já aconteceu com o painel do lado esquerdo).

quinta-feira, 11 de agosto de 2011

Modista - 1937


Modista de Senhora e Creança, Beja, rua Conselheiro de Menezes, "Arranjo num casaco" - 15 escudos, colecção Sulina Guerreiro.

sexta-feira, 5 de agosto de 2011

segunda-feira, 1 de agosto de 2011

Feira anual de Beja (II) - Agosto 1940



Feira Anual de Beja, Agosto de 1940

No início do século XX a feira anual de Beja realizava-se todos os anos em Agosto, fora da cidade, nos terrenos do actual Liceu Diogo Gouveia. Nos anos 30 com o crescimento da cidade, nomeadamente com a construção do Liceu (que ocupou metade dos terrenos da feira) esta desloca-se mais para nascente começando a organizar-se "pelo figurino das modernas Feiras da Agricultura e das Industrias, seguindo o modelo tirado das feiras internacionais." (C. Piçarra e Rui Mateus, Beja. Roteiros Republicanos, QuidNovi, 2010, p.65)